Sábado de Manhã

1 maio 2010

Acordo depois de um pesadelo incrível. Acho que fiquei impressionado com algumas conversas ao longo desta semana. Era meio assim, eu estava possuído por um demônio, e aí tinha deus, que queria que eu o aceitasse. Acordei assustado, mas feliz por não ser verdade. Continuo com minha religião.

Ando até o banheiro, dou um bom dia torto pra minhas irmãs e minha mãe e minha sobrinha, que respondem normalmente. Uma vez dentro do banheiro, escuto minha mãe “Todo mundo pegou a escova de dente?” Presumi que fossem viajar. Saio do banheiro e pergunto, “Uai, vocês vão viajar?” Sim, estão indo a BH, onde minha irmã mais nova mora. No big deal. Suponho. Depois de me despedir delas, fico ao piano tentando tocar uma música nova, quero dizer, não tão nova, mas que só vamos trabalhar nela agora. Penso na história que quero contar nessa música, e a história é bem legal, e se alguém criticar a história vou ficar magoado.

Ainda não recebo críticas bem… acho que ninguém consegue de verdade. Tipo aqueles caras fodões, “Críticas são boas pro meu crescimento, blá blá blá“, aí de noite é “Mimimi me detonaram na internet buááá”.

Continue lendo »

Anúncios

#Ouro Preto 002

19 junho 2009

Bom, como o PSP insistiu em ficar limitando meus caracteres, agora estou postando do Laptop do Cássio. Ele está na Oficina de Direção de Arte.

Hoje de manhã, após o desjejum, Cássio e Lucas foram para a Oficina, e eu e Breno fomos dar uma volta por Ouro Preto. Fora as oficinas, a abertura oficial é hoje à noite, com a exibição do filme “Xica da Silva”, de Cacá Diegues e com Zezé Motta no papel principal. Inclusive, amanhã às 10:30 vai rolar um seminário sobre “Mulheres nos anos 70: O poder do corpo e sobre o corpo”, com a presença dos dois citados, mais a produtora Lucy Barreto e a atriz Zilda Mayo.

Mais tarde, antes do almoço, voltamos ao Centro de Convenções, onde pude deitar um pouco num pufe e descansar uma meia horinha. Nesse contexto, conhecemos uma flautista de BH que faz Belas Artes na UFMG, chamada Natália (não sei a grafia, não pergunto grafia quando conheço as pessoas haha) que chegou atrasada pra se inscrever como excedente nas oficinas. Ela toca flauta transversal e gosta de rock progressivo, mas umas bandas menos óbvias, como Camel (não conheço, mas fica o link pra pesquisar depois).

Agora à tarde os caras voltaram pra Oficina enquanto eu vou dormir um pouco, até umas 17 horas. Que aí já é hora de passar no centro de convenções (local das oficinas) e já ir pra fila do Cine Vila Rica.

Postei ouvindo: Beatles – Yesterday, Johnny Cash – I Walk The Line, 30 Seconds to Mars – The Kill.


%d blogueiros gostam disto: